quarta, 16 de agosto de 2017

Orientações Práticas

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS 
 
 
REVISTA AMBIENTALMENTE SUSTENTABLE
http://www.ceida.org/revista-ambientalmente-sustentable.html
 
IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DOS PAÍSES E COMUNIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA
http://www.ealusofono.org/
https://www.facebook.com/ealusofono/
 
PRAZOS
1ª chamada: 31 de agosto/2017
Chamada final: ATÉ o dia 11 de setembro/2017 (não haverá prorrogação)
 
SUBMISSÃO[equipe editorial do número especial]
Michèle Sato [Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.]
Thiago Luiz [Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.]
Giselly Gomes [Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.]
 
NORMAS EDITORIAIS
 
1. Os e as autoras devem remeter os originais em galego, castelhano ou português - que devem ser inéditos- à redação da revista, indicando um endereço de contato e/ou endereço de e-mail. Recomenda-se que os textos tenham relevantes contribuições no âmbito educacional e ambiental, com originalidade e o rigor teórico. Cada artigo é examinado por, pelo menos, um membro do Conselho Científico ou especialista, que pode emitir recomendações pertinentes. Os autores e autoras serão informados sobre a publicação de seu trabalho.
2. A extensão dos trabalhos não deve exceder as 20 páginas (8.000 caracteres), incluindo quadros, fotografias, resumo, bibliografia etc. Os originais devem ser em enviados em Word, Times New Roman ou Arial, tamanho 12, espaçamento simples. Eles devem ter um breve resumo (até 200 palavras) em galego, castelhano ou português e em inglês, acompanhado de até 5 palavras-chave em dois dos idiomas eleitos.
3. As citações no texto devem vir entre aspas, seguidas dos sobrenomes das/dos autores(as), ano da publicação e página(s). Ao final do trabalho serão incluídas as referências bibliográficas, por ordem alfabética, que deverão adotar a seguinte modalidade:
a. Livros: Sobrenome(s) e, iniciais ou o nome dos autor(es), separado por vírgula, data de edição entre parênteses, dois pontos, título do livro em itálico, ponto, local de edição, vírgula, editorial, ponto. Se há dois ou mais autores(es), irão separados entre si por ponto e vírgula.
b. Revistas: Sobrenome(s) e nome do/a(s) autor/a(s) separado por vírgula, data de edição entre parênteses, dois pontos, o título do artigo entre aspas, vírgula, "em", seguido do nome da revista em itálico, vírgula, número da revista, vírgula, e p. que compreende o trabalho na revista. Se há dois ou mais autores, estes irão separados entre si por ponto e vírgula.
c. As notas são numeradas consecutivamente ao final de cada página. Evitar o número excessivo de notas explicativas.
d. Os esquemas, desenhos, gráficos, fotografias etc. devem se apresentar em preto e branco, devidamente enumerados conforme anunciado no texto.
4. Os originais podem escrever em galego, castelhano ou português e serão publicados em galego ou português.
5. O Conselho de Redação reserva-se o direito de introduzir as modificações que considere oportunas na aplicação das regras publicadas. Os originais enviados não serão devolvidos. Os textos que não estiveram de acordo com a linha editorial ou as normas gerais não serão aceitos.
6. O artigo deve ser enviado em formato word, por e-mail, para: Michèle Sato [Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.], preferencialmente (para certeza) com cópia para o Thiago Luiz [Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.] ou Giselly Gomes [Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.].
..........................................
Para submissão de artigos de forma espontânea, sem conexão com o congresso lusófono:
O artigo deve ser enviado em formato informático [word] para o endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., ou por correio normal para o CEIDA, Castelo de Santa Cruz, s / n. 15714 Lian-Oleiros (A Coruña-Espanha).
Para saber mais:
http://redeluso.blogspot.com.br/p/3-congresso.html
 
 
 
COMUNICAÇÃO ORAL
 
Quais as normas que devo seguir para a elaboração da minha comunicação oral?
A comunicação oral deverá ser estruturada para ter a duração de 10 minutos + 3 minutos para respostas a 3 questões levantadas. A estrutura da comunicação oral neste congresso é livre. Caso pretenda usar diapositivos, só poderá apresentar 10 diapositivos no máximo. 
 
Como devo preparar a apresentação da comunicação oral durante o congresso?
A apresentação deverá ser entregue desde a chegada até 30 minutos antes do início da sua apresentação. Caso tenha de efectuar ligação à internet ou passar vídeos, teste antecipadamente a sua comunicação no computador do congresso, na qual a mesma será apresentada.
 
Recursos disponibilizados pelo congresso: projetor de vídeo, computador e ligação à internet. 
 
 
OFICINA
 
Quais as normas que devo seguir para a elaboração da minha oficina?
Os facilitadores são os proponentes (autores) da oficina. Um a dois facilitadores por oficina. A oficina deverá ser estruturada para ter no máximo 25 participantes e ter a duração de 90 minutos. Todos os recursos pedagógicos usados na oficina são da responsabilidade dos respetivos facilitadores.
 
Sugestões: A oficina deverá previligiar momentos de partilha e de prática em comunidade, pelo que deverão ser usados materiais e a formação de grupos que possibilitem esta construção do conhecimento. 
 
Como devo preparar a oficina durante o congresso?
Os facilitadores deverão preparar o espaço da respetiva oficina 15 minutos antes da hora marcada para esta começar.
 
Recursos disponibilizados pelo congresso: espaço sala; 28 cadeiras; 4 mesas de trabalho 100Cmx80Cm; ponto de electricidade. Caso seja necessário, outro material audiovisual específico, solicitar à comissão organizadora com 30 dias de antecedência. 
 
 
MESA REDONDA
 
Quais a normas que devo seguir para a elaboração da minha mesa redonda?
Os facilitadores são os proponentes (autores) da mesa redonda. Um a dois facilitadores por mesa. A mesa redonda deverá ser estruturada para ter 10-12 participantes, incluindo os facilitadores e tem a duração de 45 minutos, estando previstas duas sessões contínuas. Todos os recursos pedagógicos usados na mesa redonda são da responsabilidade dos respetivos facilitadores.
 
Sugestões: Os facilitadores poderão levar imagens, documentos de trabalho, objetos para facilitar o diálogo. 
 
Como devo preparar a mesa redonda durante o congresso?
Os facilitadores deverão estar na respetiva mesa redonda 5 minutos antes da hora marcada para esta começar.
 
Recursos disponibilizados pelo congresso: mesa redonda, 10-12 cadeiras, identificação da mesa. 
 
 
MINICURSO
 

Quais a normas que devo seguir para a elaboração do meu minicurso?

Os formadores são os proponentes (autores) do minicurso. Um a dois formadores por minicurso.

Número máximo de participantes: 20 participantes

Duração de 150 minutos (à exceção dos Minicursos com mais de uma sessão). no minicurso são da responsabilidade dos respetivos formadores.

Sugestões: Os formadores devem previligiar a utilização de métodos demonstrativos ou ativos.

Como devo preparar o minicurso durante o congresso?

Os formadores deverão preparar o espaço do respetivo minicurso 15 minutos antes da hora marcada para este começar.

Recursos disponibilizados pelo congresso: sala; 1 ponto de eletricidade; cadeiras, mesas e vídeo projetor (sob reserva com o coordenador da área de trabalho até dia 05/07/17). Todos os outros recursos pedagógicos usados no minicurso são da responsabilidade dos respetivos formadores, inclusive computador e colunas de som (quando aplicável). Não haverá acesso à internet no espaço onde decorrem os Minicursos.

 
 
VISITA DE ESTUDO
 
Quais a normas que devo seguir para a elaboração da minha visita de estudo?
Definir o tipo de actividade: passeio pedestre; provas de orientação; recolha de contos e histórias regionais; descrição da paisagem; análise das interacções fauna e flora; observação dos níveis de poluição do ar, solo ou água; entre outros.
Preparação da visita – aspectos a ter em consideração no local a visitar: não perturbação dos ecossistemas; a não deteorização do meio; as acessibilidades; pesquisa prévia sobre o local a visitar; construção de um guião, pondo em destaque o mais relevante de acordo com os objectivos da visita.
Do guião devem constar os seguintes elementos: itinerário; horário; tarefas a realizar; informação relevante sobre os locais a visitar; regras a cumprir; material necessário. 
 
Sugestões:
O guião deve: ser distribuído por todos os participantes; conter uma linguagem clara; imagens ou mapas devidamente legendados na realização do percurso. Adequar a extensão do percurso à natureza dos participantes e do evento. Ter em atenção as condições específicas do local ou percurso onde se realiza a visita de estudo.
 
 
 
 
 

 

joomla templatesfree joomla templatestemplate joomla

Boletim Informativo

Agenda

August 2017
S M T W T F S
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2